Culture

Quais são as etapas da calvície?


Dra. Ana Carina Junqueira comenta quais são os cuidados a serem tomados para evitar o problema.

Quando o homem deve se preocupar com a queda de cabelo? A calvície não é um problema exclusivamente masculino, mas são eles os principais afetados e, geralmente, com danos mais profundos. A Dra. Ana Carina Junqueira – especialista em tricologia – explica que o maior fator que influencia na perda capilar é a herança genética. Segundo ela, “os fatores que devem ser levados em consideração são: o grau de herança (primeiro, segundo, terceiro ou os três) e se é do lado materno ou paterno”. 

A especialista também pontua que os homens devem começar a se preocupar com isso logo após o período da adolescência, principalmente se houver casos na família. “Meninos entre 16 e 18 anos, com herança genética de lado materno - e paterno associado - precisam começar a tratar preventivamente a calvície”, completa. 

Uma curiosidade é que a herança genética materna possui uma influencia muito maior sobre o problema, e isso acaba potencializando porque, na maioria dos casos, os homens têm dificuldade em identificar a calvície nas mulheres. A Dra. Ana explica que, nelas, o processo é de afinamento do cabelo, não necessariamente de queda. “A dica é que os meninos perguntem pra mães se elas têm essa falha. Hoje em dia, a maioria dos rapazes que vêm se tratar na época correta, logo após a puberdade, vem por incentivo das mães que já reconhecem o problema”. 


Sobre a Dra. Ana Carina Junqueira.
Médica especializada em Tricologia clínica e pesquisa. Está no Brasil há quase sete anos após uma temporada de seis anos nos Estados Unidos, no departamento de dermatologia da mundialmente renomada Mayo Clinic, em Rochester, e na Universidade de Minnesota – que possui o maior centro de referência dermatológico de pesquisa e tratamentos para cabelo. Os tratamentos são selecionados caso a caso, baseados no diagnóstico personalizado de cada paciente, levando em consideração o histórico clínico meticuloso, coleta de exames hormonais e nutricionais, triagem de doenças autoimunes e exames de imagem.


Nenhum comentário

Deixe seu comentário! Prometo responder!